MUDANÇA INTELIGENTE EM 8 PASSOS

COMO IMPLANTAR MUDANÇAS INTELIGENTES E IMEDIATAS NA VIDA, NA CARREIRA E NA EMPRESA



Você já fez isso?

Você está insatisfeito com sua forma física. Comprometido com a ideia de mudar, você decide se matricular na academia. Mas, após algumas semanas, você simplesmente não aparece mais por lá. Essa história parece familiar? Sim, e certamente você não é o único a ter passado por isso. A boa notícia é que a solução para esse problema é mais simples do que você pensa.

Optar pela mudança na vida pessoal, profissional e empresarial não é uma escolha casual ou um capricho. Na maioria das vezes, quando falamos de mudanças importantes, falamos de um ato de necessidade, de firme convicção e, acima de tudo, de coragem. Porque às vezes não há mais outras opções, precisamos trocar de pele, arrancar as raízes e buscar outros mapas para poder “ser”, para pode recomeçar e encontrar o equilíbrio entre as necessidades e as conquistas, entre os desejos e os comportamentos. A mudança é a invasão do futuro na sua vida, e dependendo da sua resposta, o futuro te encontrará no mesmo lugar do presente.


Você já sabe que tudo no mundo é criado duas vezes, a criação mental e a criação física. A primeira pressupõe desejo, de mudança, a segunda implica em execução das mudanças. Mas, por que é tão difícil mudar, mesmo quando não estamos satisfeitos com a situação atual?


Mudanças geram movimento, e pequenos movimentos mexem com toda a engrenagem da vida, novas possibilidades são criadas, novas oportunidades surgem, mas nem sempre temos clareza de que representam oportunidades. Tem outra coisa: ninguém consegue ser alguém sozinho. Cada cargo, cada função, cada prerrogativa, cada papel que desempenhamos relacionam-se indiretamente com outras pessoas, com outras instituições, que se introduzem na história segundo as suas conveniências, e por causa disso, a partir do primeiro momento da nossa mudança, podemos esperar uma reação em cadeia. Muitas vezes tememos por estas reações.

Nosso cérebro é resistente à mudança. Ele não gosta, não acha certo mudar porque para ele representa um desequilíbrio e uma ameaça direta à nossa sobrevivência. Isso nos leva, uma vez mais, à premissa de que toda mudança é traumática e, portanto, para amenizar esse impacto devemos aplicar no dia a dia 8 regras, 8 perspectivas de pensamento que vão nos ajudar a favorecer essa renovação e inovação.


#1: Não existe atalhos

Sendo bem direta: qualquer coisa que vale a pena na vida vai exigir um esforço igualmente grande. Uma mudança verdadeira requer um processo bem definido. Não há atalhos. Não há fórmulas mágicas. Se você ainda está procurando na internet algo deste tipo, não precisa continuar essa leitura. Você está na matéria errada. A mudança não é temporária. É permanente. Atalhos são curtos por uma razão: eles não duram.

#2: Agir não é suficiente

Mesmo que agir seja importante, não será a ação que vai criar a verdadeira mudança. Agir, por si só, é apenas um evento pontual que produz pequenos resultados (se é que produz). Agir é apenas uma micro-tarefa de um processo como um todo. E um processo é o que precede a verdadeira mudança. Então você me pergunta: “O que é um processo?” Um processo é uma série sistematizada de ações com um foco específico. Um processo é repetitivo. Significa agir incontáveis vezes e fazer ajustes ao longo do caminho. Uma jornada. Uma vez que um processo esteja estabelecido, ele se torna um hábito. O resultado é um estilo de vida que, no final das contas, cria a mudança que você quer.

Você está comprometido com a ideia da mudança, mas não está comprometido com o processo, a mudança não vem. Um exemplo clássico é a academia na primeira semana de janeiro. Completamente lotada! Todas aquelas pessoas estão comprometidas com a ideia de mudar, mas não estão comprometidas com o processo (que requer foco). Em fevereiro, 95% dessas pessoas somem. Ir à academia constitui uma simples ação. Porém, se você nunca volta, algo realmente vai mudar? Absolutamente nada, exceto por aquele efêmero momento de bem-estar, que agora não existe mais.

Você já ouviu alguém dizer “Estou de dieta”? O que essa pessoa está realmente dizendo é isso: Eu NÃO estou comprometido a mudar permanentemente. Eu NÃO estou comprometido com o processo. Eu NÃO estou comprometido a transformar ações em hábitos. Entenda: o seu estilo de vida é que produz a verdadeira mudança que você procura. Esta é a forma para você fazer uma mudança em sua vida. Nenhuma pílula, nenhuma dieta e nenhum livro pode dar a você o “segredo”. O segredo está dentro de si mesmo, seu processo, e suas expectativas deste processo. Em resumo: Ação focada → Comprometimento e Repetição → Hábito → Estilo de Vida.

#3: Identifique o que você quer

Faça uma viagem ao futuro e vislumbre a si mesmo na noite de Ano Novo do próximo ano. Você está comemorando o ano no qual uma grande mudança ocorreu. Pare por um momento e reflita sobre quais conquistas você estaria comemorando. Você queria comprar a casa dos seus sonhos e conseguiu? Você queria perder 10 quilos e assim o fez? Você queria começar um negócio próprio e dobrar sua renda? Largar o emprego? Conhecer sua alma gêmea? Identifique exatamente o que você quer sentir neste momento e visualize você lá. Se você não sabe para onde você quer ir, você não sabe qual estrada o levará para o destino final.

#4: Transforme este objetivo em algo mensurável

Se “perder peso” é o seu objetivo, ele deve ser traduzido em “perder 10 quilos”. Da mesma forma, se seu objetivo é começar um negócio próprio, você precisaria identificar um número para isso (faturamento, lucro, quantidade de clientes…). Transformar sua mudança em algo mensurável é muito importante, pois progressos subjetivos não podem ser medidos. Se você não consegue medir o progresso do seu objetivo, ele não é real. Ele não se tornará um hábito e muito menos um estilo de vida.

#5: Seu objetivo final é uma soma

Após identificar e quantificar o que você quer alcançar, quebre esta conquista em pequenas tarefas diárias ou semanais. Que rotina diária fará com que você alcance seu objetivo? Por exemplo, se você quer comprar o imóvel dos seus sonhos, você precisará diariamente controlar seus gastos para, no final do mês, investir exatamente o montante que havia planejado poupar. Se seu objetivo é perder 10 quilos, seu foco diário é se exercitar por 30 minutos e/ou retirar o açúcar e carboidratos de alto índice glicêmico (pães, farinhas, doces…) da sua alimentação. Quanto mais simples forem suas tarefas, mas simples será o caminho para executá-las e progredir diariamente em busca do seu objetivo.

#6: Identifique seus sabotadores

Em outras palavras, você precisa identificar o que não está funcionando. O que pode ameaçar sua rotina diária? Caso você queira enfrentar a parte mais difícil do processo, que é “comprometimento e repetição”, você tem que fazer uma profunda reflexão sobre sua vida e descobrir tudo que está frustrando o processo. Tudo se resume a uma coisa: suas escolhas. Quais são suas escolhas? Quais os maus hábitos que estão roubando seu tempo e impedindo seu progresso? No final das contas, se você não tem o que você quer, é por causa de uma única coisa: você está escolhendo ações não relacionadas com seu objetivo.

#7: Identifique e neutralize pontos críticos

A maioria das pessoas luta suas guerras no campo de batalha errado, resultando em derrotas atrás de derrotas. Se você apenas soubesse onde e como lutar, você teria pelo menos uma chance de criar a mudança que você quer. Por exemplo, se você quer perder 20 quilos, você tem que identificar onde a batalha é vencida e onde ela é perdida. A maioria das pessoas pensa que a batalha é vencida na geladeira. Assim que você abre a porta, a batalha começa, mas a guerra que você está lutando não é contra a geladeira. Ela deve ser empreitada no supermercado. A partir do momento que você coloca todas essas guloseimas no seu carrinho de compras, é o momento em que você perdeu a guerra. Você está lutando com as mãos enquanto seu inimigo está com uma metralhadora. Uma vez identificados seus campos de batalha, seus maus hábitos estão prontos para serem atacados. Faça com que seus maus hábitos sejam realmente dolorosos para serem mantidos. Torne-os inconvenientes. No exemplo da geladeira, se você tiver ganho a guerra no supermercado, você agora criou um grande problema para seu mau hábito. Se você está querendo sair das dívidas com cartões de crédito, simplesmente quebre-os ou pelo menos tire-os da carteira e guarde numa gaveta em casa. Toda vez que você quiser comprar algo quando estiver na rua, terá que voltar em casa, pegar seu cartão, enfrentar o trânsito até voltar ao estabelecimento, e só então efetuar a compra.

#8: Acompanhe seu progresso no campo visual

Não sei você, mas eu simplesmente adoro riscar da minha lista uma tarefa que acaba de ser completada. Fico com aquela incrível sensação de recompensa. Tenha a ferramenta que funciona pra você, mas tenha sempre na sua frente, o seu progresso.

As mudanças são positivas sempre que não perdemos a nossa essência, nossos próprios valores. Portanto, qualquer variação que fizermos ao longo do nosso ciclo vital deve ter como objetivo nos aproximar um pouco mais daquilo que realmente desejamos ser. Vida em plenitude. Vida é risco. Não um risco bobo, mas calculado, inteligente, cheio de planos, de projetos, de tensões que nos impulsionam para a frente, e que nos mantém vivos e não apenas sobreviventes. Mudar é a única maneira de viver. Mudar é sinônimo de progresso e de melhora, vamos colocar isso em prática diariamente, de forma contínua, de maneira consistente e inteligente.


Felicidade e Sucesso pra vc! Nesta ordem, todos os dias!

95 visualizações

Minha missão é simples. Eu ajudo as pessoas de sucesso a alcançar mudanças positivas e sustentáveis no comportamento; para si, suas equipes e suas empresas. Como mentora, coach e treinadora comportamental, ajudo as pessoas a entender que nossas crenças e os ambientes em que operamos podem desencadear comportamentos negativos. Através de ferramentas e insigths simples e práticos, conduzo as pessoas a alcançar e sustentar mudanças comportamentais positivas. Com mais de 5000 horas de prática não faço isso por fama e elogios, mas porque amo ser relevante na vida das pessoas que passam por mim e entendo como elas funcionam.

Saiba mais sobre mim. 

San Gavioli SBCoaching Empresas  |  CNPJ: 27.131.162/0001-15

Rua Espanha, 1535, Alto Paraná, Pr

sandrely.gavioli@sbcempresas.com.br

55-44-99986-5928

Copyright © 2020 | @sandrelygavioli.com